Cadela jogada em rio com pedra no pescoço lutou por horas até ser resgatada

Por Geovane Souza

Uma cadela pastor alemão não apenas suportou a dor de ser abandonada, mas quase morreu depois que seu antigo dono a jogou no rio. De acordo com a reportagem do “Daily Mail” britânico, a cadela Bella, de 11 anos, foi jogada no rio Trent, na Inglaterra, com uma pedra amarrada no pescoço.

Publicidade

Felizmente, a passeadora de cães Jane Harper a viu tentando sair da água depois de lutar por horas para não afundar e se afogar. De acordo com Harper, Bella conseguiu descansar a cabeça em uma pedra para poder respirar enquanto o resto do corpo estava completamente submerso, informou a BBC.

Cadela jogada em rio com pedra no pescoço lutou por horas até ser resgatada

Sra. Harper puxou Bella para fora da água com a ajuda de um amigo. “Honestamente, eu não sei como ela sobreviveu. Ela está abaixo do peso. Ela está muito mal”, disse a mulher.

“Tentei falar com ela e tirá-la de lá, mas ela não reagia. Foi uma briga de verdade e tivemos que pedir ajuda de outras pessoas”, acrescentou Harper.

Publicidade - OTZAds
PARA VOCÊ:
Gatinho fez greve de fome depois de ser trocado por sofá

No momento do resgate, um vizinho local ajudou a cadela Bella a se cobrir com algumas toalhas para mantê-la aquecida. Quando eles puxaram Bella para fora, eles a encontraram amarrada a uma pedra enorme. Então eles chamaram a polícia e a levaram ao veterinário local.

“Alguém tentou afogá-la deliberadamente. Ela foi jogada no rio Trent no meio da noite”, disse Ella Carpenter, diretora do Radcliffe Animal Center.

Uma cadela foi jogada em um rio com uma pedra amarrada no pescoço

Os socorristas prestaram os primeiros socorros a cadela ainda no local, e logo em seguida a levaram para um veterinário avaliar a sua situação. Foi assim que eles encontraram o microchip contendo seu registro de 2010 e detalhes em seu blog por sua ex-proprietária, Charlene Latham, da Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA).

Charlene Latham foi indiciada pelo Tribunal de Magistrados de Nottingham. Ela disse que implorou a seu ex-parceiro, Leigh Johnson, 33, para não afogar a cachorra. Mesmo assim, o juiz a condenou a prestar ordem de apoio comunitário de 12 meses por causar sofrimento desnecessário e tentar afogar os animais.

PARA VOCÊ:
Jovem é obrigado a deixar seu Cãozinho em abrigo para ele encontrar uma família melhor

A justiça multou Charlene Latham, e a declarou incapaz de cuidar de um caçhrro novamente por três anos. A RSPCA não tinha provas suficientes para processar o companheiro dela, Leigh Johnson, que nega as acusações.

Publicidade

O cão sobreviveu à provação, mas desde então desenvolveu uma série de problemas de saúde

Bella encontrou uma nova casa em South Derbyshire com Maggie Melish, 79, e Charlie Douglas, 70, após 15 meses de reabilitação na RSPCA, o casal de aposentados adotaram Bella. Eles contataram a instituição de caridade para contar a história.

“Ficamos impressionados com o que aconteceu com Bella, e quando fomos vê-la, percebemos a grande personalidade que ela tinha, e ela era perfeita para nós”, disse Douglas.

Melish disse que quando souberam que Bella precisava de um lar, sua filha Clare Lusher os encorajou a se candidatar à adoção. “Perdemos nossa cadela de resgate, Tia, há dois anos e este ano Luna e o cachorro da minha filha, Flame. Sentimos muita falta deles”, acrescentou.

PARA VOCÊ:
Mulher muda a vida de cães de rua e é flagrada pelas câmeras

Bella poderá ter a companhia deles em todos os momentos, assim como os cuidados médicos que ela precisa, disse o casal. “Sabíamos que ela estava nos últimos anos de sua vida, mas só queríamos dar a ela o lar amoroso que ela merece depois do que ela passou”, disse Melish.

“Ela parece um cachorro diferente – ela tem um lindo casaco e parece feliz e cheia de energia”, continuou ela. “Foi ótimo conhecer os novos donos de Bella e dissemos que manteríamos contato. »

Publicidade

Carpenter admitiu que, por causa de sua idade e condição física, eles passaram a acreditar que o cachorro não sobreviveria. No entanto, o cão nunca desistiu da recuperação e da vida, e está muito feliz com sua nova família.

Se você ama animais, não se esqueça de compartilhar esse artigo com sus amigos usando os botões do WhatsApp e Facebook 😀

Artigos relacionados