Desemprego no brasil ainda atinge 14,1 milhões de pessoas

Por Geovane Souza

De acordo com o IBGE, o número de desempregados diminuiu no país, mais ainda atinge cerca de 14,1 milhões de brasileiros.

No trimestre encerrado em julho, a taxa de desemprego no Brasil foi de 13,7%, inferior aos 14,1% do final de junho. Os resultados mostraram que 14,1 milhões de brasileiros estavam desempregados no final do período (14,40 milhões entre abril, maio e junho).

Publicidade

Os dados foram divulgados nesta quinta feria, 30, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) através da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínuos). Os resultados mostraram que, no trimestre encerrado em julho, houve queda de 1 ponto percentual em relação aos três meses anteriores, fevereiro, março e abril.

PARA VOCÊ:
Labrador com vitiligo encanta a internet com sua beleza

De acordo com o IBGE o que mais influenciou no recuo da taxa foram os mais de 3,1 milhões de brasileiros empregados no período.

Publicidade - OTZAds

“Essa é a primeira vez, desde o trimestre encerrado em abril de 2020, que o nível de ocupação fica acima de 50%, o que indica que mais da metade da população em idade para trabalhar está ocupada no país”, diz a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

O que também cresceu no pais, segundo a pesquisa, foi o número de trabalhadores com carteira assinada. De acordo com a Pnad Contínua, o Brasil registrou um aumento desse contingente em 3,5%, ou mais de 1 milhão de pessoas, totalizando 30,6 milhões no trimestre

PARA VOCÊ:
Trem de cachorro: Casal constrói trenzinho para resgatar cães de rua

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve um crescimento de 1,2 milhão de pessoas contratadas com carteira assinada. Mesmo assim, houve também um crescimento de pessoas que trabalham por conta própria, os chamados trabalhadores autônomos.

Publicidade

As pessoas que trabalham por conta própria se manteve em alta, batendo recorde histórico, chegando a 25,2 milhões de pessoas, crescendo cerca de 4,7%, o que representa cerca de 1,1 milhão de pessoas.

E os salários?

Segundo o IBGE, o salário médio da população diminuiu cerca de 2,9% em comparação com o trimestre anterior, e cerca de 8,8% menos que o mesmo período de 2020, ficando em R$ 2.508.

PARA VOCÊ:
Homem bondoso ajuda Cachorro Deficiente em cadeira que ele mesmo construiu
Publicidade

“Temos mais pessoas ocupadas com rendimentos menores. Isso faz com que a massa de rendimentos não suba”, explica a analista da Pnad.

Fonte: R7

Artigos relacionados